17 junho 2019

O que será de Açailândia?

A pergunta é apológica ao momento em que vivemos, Açailândia está completamente jogada a própria sorte, vivendo do esforço de seus guerreiros habitantes, porque, se for esperar por poder público executivo e legislativo, estamos mais perdidos e detonados que região de guerra do Oriente Médio.

Enquanto nosso digníssimo prefeito comunista do PCdoB se esbanja em desculpas e brigas com o legislativo, esse outro (legislativo), não se esforça pra fazer a cidade andar, não pressiona como deveria o gestor e vive de trocadilhos no poder.

Verdadeiras aves de agouro pra população, fazem o que devem fazer para se darem bem, e o povo que se dane literalmente, só o que temos é buracos, prejuízos, decepções e denuncias de corrupção que ainda não sabemos o porque da justiça não ter tomado medidas mais enérgicas sobre isso, já que através de manobras, o prefeito conseguiu neutralizar a Câmara para não criarem uma CPI sobre as acusações de corrupção que sofre.

O povo ta cansado de gritar e ninguém os ouvir, as redes sociais estão tomadas de insatisfação e denuncias de malfeitorias na cidade, temos um verdadeiro e gigantesco complexo de obras abandonadas, dinheiro público jogado fora, desperdício total, e o que temos da parte da Câmara, apenas omissão da maior parte dos covardes vereadores que fazem base para o prefeito do PCdoB, e o povo que os elegeu que fique espeto, porque do jeito que estão manobrando para proteger o prefeito, farão também para se reeleger com vitimismo, fato que já está ocorrendo com alguns vereadores.

É o caso do vereador Adjackson que em vídeo postado nas redes sociais, disse em alto e bom som que, é contra a criação da CPI para investigar o prefeito, usando como desculpa as investigações já iniciadas pelo ministério público, e também dizendo que seria caro fazer um processo desse porte, ai eu pergunto ao vereador, se é caro fazer uma CPI, quanto custa a omissão de uma parlamentar?

O certo é que estamos vivendo tempos sombrios em Açailândia, onda de violência, serviços básicos precários, cidade cheia de buracos e obras abandonadas, um prefeito comunista cheio de secretários inoperantes, um parlamento omisso e uma população passiva, estamos apenas assistindo tudo isso e deixando de lado, não estamos como povo, fazendo valer o nosso poder, que aliás, é o verdadeiro poder, pois, quando queremos eleger, elegemos, mas, quando queremos tirar um incompetente gestor, também podemos fazer, não há justiça ou poder político que resista a insatisfação e protesto popular, porém, onde estão as entidades que antes faziam isso? Por ande andam os representantes dessas entidades que só aparecem para passar vergonha convocando protesto contra o presidente e tentando deixar o povo escravo desse modelo politico alienador?

Diante de tudo isso, deixo a pergunta a você leitor, "O que será de Açailândia?".

Responda-me se for capaz!

#FalaFreire

Nenhum comentário:

Postar um comentário