03 abril 2019

Em Açailândia a Educação no campo continua jogada as traças!

Escola Mun. Coelho Neto, KM 30.

Já estamos no quarto mês do ano e até agora nada da prefeitura colocar ASGs, merendeiras e outros servidores para a zona rural, no quilometro 30, por exemplo, a escola que já denunciamos aqui, continua sem esses serviços, trazendo prejuízos aos alunos que segundo os pais, tem uma jornada sofrida para levar seus filhos a escola.

Uma mãe nos enviou um depoimento contando um pouco da situação, confira abaixo o texto que nos foi enviado.

Bom dia
Já ouvi muito falar da sua página e acho louvável seu trabalho, parabéns! Mas é claro que não vim apenas lhe parabenizar pelo trabalho prestado.

Eu gostaria que questionasse por nós pais, que temos filhos nas escolas do município, por que apenas a gente cobrando todos o dias nas escola não tem dado muito certo, parece até que as escolas estão fazendo um favor pra comunidade ao receber nossos filhos...

Como se não bastasse as escolas estarem em péssimo estado e ao contrário do que ouvimos a secretaria da educação falar no rádio em entrevista, que as escolas estavam prontas pra receber os alunos, até hoje 03 de abril, ainda faltam professores, não tem ASG e Merendeira e eu estou falando de escolas do Campo, onde mais da metade dos alunos vem de muito longe transportados em Combis em péssimo estado.

Nós pais nos submetemos a isso porque não queremos que nossos filhos continuem prejudicados pela falta de aula, mas, o que seria pra nós um motivo de orgulho, se torna mais preocupação, pois sabemos que a escola tá longe de ser o ambiente que esperamos.

Sabe aquela escola do km 30 que foi mencionada por um pai e publicada aqui? Pois é contínua na mesma situação e com esses problemas extras que mencionei acima. - Relatou uma mãe de aluno do povoado KM 30.

De acordo com informações de pais e funcionários que trabalham nessas localidades, a secretária de educação junto com a empresa responsável pelo seletivo desses servidores, nunca chamaram os aprovados e pra completar, alguns indicados da secretaria tem sido convocados para assumir vagas sem ao menos terem se inscrito no seletivo.

Outros moradores da zona rural já nos participaram também, problemas desse tipo, o que eles querem é apenas a dignidade da educação para seus filhos sem os atropelos da falta de gestão na educação do município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário