12 março 2019

Cesar Costa, presidente interino da Câmara Municipal de Açailândia orienta secretaria para não entregar documentos a vereadores de oposição, diz Vereador Caibim. Video.

Ver. Caibim com seu advogado.
O Vereador Caibim denunciou que o presidente interino da Câmara Municipal, está orientando os funcionários da casa a não entregarem documentos como atas de seções aos vereadores, o fato foi registrado em vídeo quando o vereador esteve na casa para protocolar documento que até o momento também era negado.

Segundo o vereador e seus advogados, a secretária da Câmara não recebia nem assinava nenhum pedido de cópia de documentos que viessem de vereadores de oposição, a orientação segundo Caibim, é do Vereador Cesar Costa que tem sido usado como massa de manobra do vereador Ancelmo e do prefeito Juscelino na condução do novo processo eleitoral na casa que deverá acontecer dia 14 que terá justamente Ancelmo como candidato da situação e deverá ser eleito para seu terceiro mandato como presidente da Câmara.

Ancelmo tem dois processos que estão "mornos" nas mesas judiciarias e deverá esquentar assim que ele assumir, especialmente o "propinaço" em que ele está mais envolvido, segundo juristas, se ele se reeleger não deverá demorar muito tempo para que   processo volte a tona, segundo o entendimento judicial, quando um politico de mandato se envolve em processo desse tipo e assume algum cargo que pode lhe dar poder de continuidade, a justiça entra em ação mais rápido para que o fato investigado não tenha chances de se retomado.

Voltando ao assunto dos documentos negados aos vereadores de oposição, o fato mais estranho é que, as atas das seções simplesmente sumiram da casa de leis e de acordo com Caibim, o jurídico representado por Luis James, acusado pelo Vereador Adriano de ser pedófilo, estaria evitando que os parlamentares tivessem acesso aos documentos oficiais por possibilidade de irregularidade nas ações em questão.

Com a nossa presença e percebendo que estávamos gravando, a secretaria que chegou a iniciar a fala de justificativa, acabou cedendo e recebendo o o requerimento que pede a ata e os processos que envolvem a anulação da votação de novembro, quando o vereador Ceará foi reeleito presidente da casa.

No vídeo que você pode conferir abaixo, Caibim e seus advogados explicam o ocorrido, veja:
#FalaFreire

Nenhum comentário:

Postar um comentário