20 fevereiro 2019

Ação e reação: Tentativa de impor lei da mordaça em Açailândia acirra onda de protestos populares.

Obra de uma UBS abandonada no Barra Azul.
A população de Açailândia vem sofrendo com a má gestão do Prefeito Juscelino Oliveira (PCdoB). Até o final do ano passado, as pessoas se manifestavam de forma tímida e sem muita repercussão, mas, ao entrar 2019, os protestas se acirraram em todas as camadas da sociedade, provocando um verdadeiro tsunami de denuncias nas redes sociais, insatisfeitas com as inúmeras obras abandonadas, inacabadas e com a situação precária da saúde, infraestrutura e educação, agravado pela falta de incentivo a economia e ao emprego e renda, tem feito as pessoas se organizarem e promoverem manifestos e protestos, inclusive com convocação para carreata em protesto ao prefeito Juscelino, que ocorrerá dia 24, domingo, as 16 horas, com concentração e saída da Praça do Mercado.

Mas, o que mais impulsionou essa revolta foi a tentativa de amordaçar a opinião público, promovida pelo prefeito Juscelino, que vem recebendo criticas veementes sobre sua forma de administrar Açailândia, nos últimos dias foi uma onda de processos a pessoas que emitiram opiniões e criticas e até a membros da comunicação por denunciarem os desmandos na cidade.

3 dessas pessoas que foram processadas são bastante conhecidas na cidade, trata-se do fotografo e apresentador, Armando Legal que recebeu dois processos por videos produzidos contra a gestão atual, o Blogueiro Carlos Cristiano que publicou matérias em desfavor do prefeito Juscelino e, o Advogado Silvio Vieira, bastante influente no meio politico e hoje, principal assessor do Deputado estadual Pastor Cavalcante.

Nesse ultimo caso, o advogado resolver bater de frente e criou uma campanha de combate a lei da mordaça e continua de forma mais concisa fazendo suas criticas ao prefeito, caso que teve uma grande repercussão e o fez receber apoio de toda a população que claramente não gostou e nem apoia essa prática do prefeito.

Em um de seus textos, Silvio enfatizou o seguinte, “A liberdade de pensamento é consagrada na Constituição Federal no artigo 5º, inciso IV, ao dispor que é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. A censura não cabe no Estado Democrático de Direito e o prefeito Juscelino Oliveira deveria saber disso. Se não quer receber crítica que desocupe a cadeira de prefeito”.
Flayer divulgado por Silvio contra a mordaça.
Por sua vez, Armando Legal também já disse que não vai se intimidar e continuará com seu trabalho de denunciar e cobrar as ações do município para uma cidade melhor, depois de receber intimação, ele fez outro vídeo onde lembrou de várias promessas feitas pelo prefeito, porém sem nenhum cumprimento até agora, confira o vídeo abaixo:
Nas redes sociais a população tem se manifestado sem medo e mostrando total insatisfação com a situação que vivi a cidade, que é uma das mais ricas do estado, uma das mais industrializadas, uma das mais famosas em pecuária e agricultura, um comercio que poderia ser forte se não fosse a incompetência administrativa do setor de industria e comercio.
Carreata dia 24, domingo, concentração na Praça do Mercado.
#FalaFreire

Nenhum comentário:

Postar um comentário