18 janeiro 2019

Em Açailândia prevalece a técnica do “cala-boca” em quem incomoda a administração pública.


Imagem relacionadaDentro de um sistema político é necessário e extremamente saudável haver oposição, os debates e as criticas ao governo que estiver no poder pode abrir os olhos de um gestor que não consegue ver tudo que ocorre 24 horas por dia.

Porém, os administradores não pensam em usar isso a seu favor, só acham que uma fonte opositora não é boa para seu serviço ou desserviço público, fazendo entrar em jogo a velha forma de maus políticos, a de dar cala boca na imprensa principalmente ou em políticos influentes que estejam incomodando com criticas ou denuncias, principalmente quando se trata de parlamentares locais.

Vereadores são os alvos preferidos nas manobras de um mau gestor, calar a boca e pagar para que haja concordância ainda é uma das práticas mais salutares em um governo ruim, e se você acha que isso serve apenas para essas duas classes, se engana. Entra nessa barca também, os lideres de bairro, lideres de entidades ou até mesmo pessoas que exercem influencia nas redes sociais.

Imagem relacionadaUltimamente temos visto uma gama de gente sendo milagrosamente conivente com a atual administração de Açailândia, apesar das fortes criticas que faziam até pouco tempo. De uma hora pra outra mudaram de ideia sobre a administração municipal, e isso não serve apenas para membros da comunicação, serve também para vereadores que estão recebendo regalias do governo como secretarias e portarias para beneficiar apoiadores.

Uma coisa é termos exata noção do tipo de ideologia politica que temos e trabalhar em favor disso, outra coisa é viver de benefícios independente de ideologias. Boa parte só pensa em seus benefícios próprios, nada tem haver suas preocupações com o bem da população ou com a ética de seus trabalhos de formação de opinião, muito menos tem haver com querer de fato ser representante do povo com o cargo parlamentar que lhe foi dado, o intuito na maioria das vezes é apenas favorecer seus apoiadores por dividas de trabalhos durante campanhas ou de bajulação integral.

Resultado de imagem para cala boca a imprensaO que a cidade ganha com atitudes como essa? O que leva os gestores a viverem reféns dessa prática? Seria incompetência administrativa, medo do contraditório, ou o simples fato de saberem que podem manobrar qualquer situação usando o bem público para isso?

O certo é que infelizmente vivemos a muito tempo entre corvos e serpentes envenenando o meio e levando a esperança de muitos que precisam do serviço de informação.

#FalaFreire

Nenhum comentário:

Postar um comentário