02 janeiro 2019

Açailândia terra infértil de gestores.


Sabe aquela terra improdutiva que a gente usa pra fazer açude? É assim que Açailândia está em matéria de gestores, cada um que entra é pior que o outro, parece até que se juntaram todos e resolveram fazer uma competição para ver quem consegue ser o pior...

Imagem relacionadaDesde 1981 quando a cidade foi emancipada que esperamos o momento de ver um bom gestor fazendo valer a confiança do voto da população, porém, não tem sido tarefa fácil e a espera tem se tornado uma tortura inacabável.

A atual administração tem feito bem seu papel de continuidade dessa desgraça administrativa, todas as áreas em crise, sem emprego, sem incentivo a vinda de novas empresas, sem motivação para o crescimento do comercio local, infraestrutura pior que antes, alagamentos a cada chuva, saúde na UTI, um verdadeiro caos instalado na cidade, prefeito ausente, o rei das desculpas.

Depois das eleições de outubro passado, o governador cortou suas relações com o prefeito Juscelino, talvez para não manchar ainda mais sua já arranhada imagem, aliás, já nas campanhas se percebia certa distancia entre os dois, de uma relação intima a uma separação digna de comunistas traidores, assim age essa turma e quem nela entra.

Em 2019 os grupos políticos e futuros candidatos já estão se mobilizando para 2010, serão dois anos imprevisíveis para nossa cidade, veremos quem será o próximo a receber do povo a autorização para comandar o município e se esse será como os outros ou fará de fato, a diferença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário