20 dezembro 2018

Prefeito Juscelino está tão perdido que nem as manobras políticas estão dando certo.

Juscelino Oliveira - Pref. de Açailândia
É notório que Açailândia está sofrendo pela péssima gestão do Prefeito Juscelino Oliveira, ex-pupilo do governador Flávio Dino, depois de inúmeras manobras para se manter sem processos de improbidade devido as inúmeras acusações de fraude em setores de sua gestão, ele agora está vendo seu castelo ruir, além de não conseguir evitar os processos, também não consegue mais manter a harmonia com as manobras envolvendo os vereadores, depois de conseguir até colocar o vereador Heliomar como um de seus principais defensores, ele agora está assistindo o parlamentar entrar de sola com o retorno de seus vídeos nas redes sociais denunciando o descaso com Açailândia. 

Outro caso que repercutiu foi um possível acordo em que envolvia o vereador Jarlis Adelino, que nos informou ter recebido a proposta para assumir a secretaria de Agricultura do município, porém depois de conseguir uma boa recuperação de saúde e ouvir seus amigos e assessores, resolveu não mais continuar com a negociação do cargo e retornou ao parlamento, segue abaixo a explicação do próprio vereador, enviado via whatsapp: 

“Sobre minha decisão de não aceitar o convite pra secretária, partiu de uma análise profissional, foi feito o convite para uma secretária que não tenho afinidade essa seria o primeiro ponto, o segundo ponto é que meus eleitores mais próximos me pediram pra continuar no cargo ao que fui votado e eleito, sobre a minha licença, usei para cuidar da minha saúde e resolver assuntos particulares”, disse Jarlis. 

O vereador ainda enfatizou que reassumiu após ter certeza de que não aceitaria o cargo oferecido pelo prefeito, segundo ele, desde junho deste ano: 

“Quando resolvi os problemas e tive a certeza que não ia aceitar o convite, resolvi tomar posse do meu cargo. Esse convite foi feito desde junho de 2018, porém se fortaleceu em agosto, mais o prefeito não teve participação na minha decisão”, finalizou o vereador. 

Bom, mas esse é apenas um ponto, eu particularmente achei acertada a decisão do vereador Jarlis, e certamente o prefeito usaria o cargo para suas manobras na câmara, usando como fantoche o suplente Zezinho Honda que virou defensor fervoroso do prefeito. Isso demonstra que poderia haver um acordo para Zezinho assumir e o prefeito ter total controle sobre ele naquela casa. 

Vale lembrar que na votação para a presidência da Câmara, nenhum dos vereadores de oposição compareceu para votar contra o presidente Ceará que foi afastado do cargo recentemente por processos de corrupção, fato que já está em sua segunda ocorrência. 

Por outro lado, não se vê também esses vereadores se manifestando a respeito disso, o que deixa a população pensativa quanto aos acordos feitos entre prefeito e vereadores, e agora como forma de cobrança, pode estar havendo um abafamento até mesmo dos que seriam oposição, em relação aos recentes fatos ocorridos na Câmara de Açailândia que só não está mais bagunçada por que tem a prefeitura comandada pelo prefeito Juscelino que nesse quesito, não perde nem para o ex-prefeito Deusdete. 
Deusdete e Juscelino
Resumindo a ópera, está um Deus nos acuda na administração municipal, a cidade não anda, as pessoas estão indo embora tentar avida em outros lugares, o emprego sumiu, as empresas não querem investir em Açailândia porque não sentem confiança, e assim segue como se fosse um cortejo fúnebre de uma das 4 cidades mais ricas do estado do Maranhão. 

Quem é de fé segue orando e fazendo suas preces por dias melhores, coisa que estamos precisando e muito, e olha que ainda faltam 2 anos pra o final dessa gestão, se continuar do jeito que tá, o efeito devastador continuará crescendo sem escalar. 

Diante disso só me resta repetir a famosa frase do seriado Chapolim Colorado: “E agora... Quem poderá nos defender?”. 

Com a resposta, a nossa querida justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário